swasthya-yoga-petropolis 2     O Yôga é uma filosofia prática, cuja meta é o samádhi, um estado de hiperconsciência. Há diversas linhagens diferentes, com abordagens variadas e, portanto, são muitas modalidades de Yôga. Contemporaneamente, a cada dia, surgem novas versões e, muitas delas, inclusive, deturpam a proposta e a autenticidade dessa filosofia milenar. O SwáSthya (pronuncia-se “suástia”) é o nome da sistematização do Yôga Antigo, pré-clássico, pré-vêdico e pré-ariano (Dakshinacharatántrika-Niríshwarasámkhya Yôga), um Yôga naturalista. Ele contém em si os elementos constitutivos que fundamentam todas as demais modalidades de Yôga, tendo suas raízes em tradições muito antigas. O SwáSthya é extremamente técnico, por isso agrada às pessoas dinâmicas, realizadoras e de raciocínio lógico.  As técnicas são fortes e poderosas, o que naturalmente pode surpreender àqueles que possuem uma visão estereotipada de que Yôga é uma atividade leve. Apesar de ser algo bem diferente da ginástica (Yoga não é esporte) só mesmo quem experimenta pode entender de que natureza de ”força” se trata.

No idioma sânscrito, a palavra “swásthya” tem os significados de “autossuficiência”, “bem-estar”, “conforto”, “saúde do corpo e da mente”. O SwáSthya Yôga foi sistematizado na década de 1960 pelo professor DeRose e sua prática compreende oito feixes de técnicas: 1- Mudrá (gesto reflexológico feito com as mãos): 2- Pújá (retribuição de energia); 3- Mantra (vocalização de sons e ultrassons); 4- Pránáyáma (expansão da bioenergia por meio de respiratórios); 5- Kriyá (atividade de purificação das mucosas); 6- Ásana (técnica corporal); 7- Yôganidrá (técnica de descontração); 8- Samyama (concentração, meditação e outros estados mais profundos de consciência, cuja meta é o samádhi).

Ashtánga Yantra
Este é o Ashtánga Yantra, o símbolo do SwáSthya Yôga. Suas origens remotam às mais arcaicas culturas da Índia. Parte de sua estrutura se explica no shástra “Yantra Chintamani” e ele constitui um verdadeiro escudo de proteção, lastreado em arquétipos do inconsciente coletivo.